“Literatura vai de menos 1 a 40 graus”, artigo de hoje no Estadao de Ignácio de Loyola Brandão

Ler o artigo do Ignácio hoje fez surgir um sentimento de esperança para esse nosso imenso Brasil. Com feiras do livro espalhadas por todo o Brasil, estimula-se a leitura, o debate, a criação, a descoberta de novos talentos. O texto de Ignácio nos faz querer partir hoje mesmo para a próxima feira do livro. Conhecer de perto os autores, conversar com as pessoas que vivem e respiram o livro é estimulante. Não conheço o Ignácio pessoalmente, mas lembro-me do dia do lançamento do livro dele sobre a Ruth Cardoso na Cultura da Paulista. No mesmo dia acontecia no mesmo espaço o lançamento de um autor de direito da Editora Manole. A fila de autógrafos dele era imensa. Encontrei alguns conhecidos na fila. Parei para conversar, enquanto de longe observava o Ignácio autografando sem parar. Encontrar autores e ter a oportunidade de conhcer o trabalho, o pensamento, o que o levou a escrever sobre tal tema, a pesquisa envolvida, as histórias e descobertas neste caminho da escrita são verdadeiros estimulantes da alma. Este final de semana ainda acontece a Bienal de livros do Rio. Esperamos que ela não acabe, continuando nas leituras descobertas lá, nos novos leitores, nas conversas inspiradoras com os autores até que a próxima feira inicie. Para quem vai a Bienal, amanhã, sábado, receberemos em nosso estande o filósofo Paulo Ghiraldelli!

Deixe um comentário

Arquivado em Histórias, internet, leitura, livros, Notícias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s