E a reforma ortográfica foi adiada!!! “Somos um país sério?”, comentários ao artigo de Arnaldo Niskier na Folha de SP

Difícil entender como neste país os decretos do planalto mudam de uma hora para outra setores inteiros da economia, que antes adaptaram-se às próprias legislações vigentes. Desde 2008 quando a reforma ortográfica foi aprovada com data-limite para ser implementada, diversos setores adaptaram-se às mudanças, como as editoras de jornais, revistas, livros e outros. Hoje tornou-se corrente até mesmo escrever no dia a dia utilizando as novas regras. Como justificar este retrocesso? Como sempre o Brasil se curva à política de interesses.

Quando Arnaldo Niskier escreveu o artigo “Somos um país serio?” recentemente na Folha de SP, sendo ele membro da Academia Brasileira de Letras, entidade soberana na  definição da grafia do nosso português, podemos entender o ultraje imposto aos acadêmicos e aos profissionais com esta nova decisão política (http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/88474-somos-um-pais-serio.shtml).

Mais uma vez adiamos nossa entrada no primeiro mundo, pois esta unificação da língua portuguesa significaria maiores chances de um assento permanente na ONU, tendo o português um status de língua única em diversos países.

Como o mercado reagirá? Será que as editoras voltarão atrás até uma nova decisão? Acredito que as mudanças já foram incorporadas no uso da língua corrente e não será um decreto despropositado que irá reverter a regra vigente.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s